Igreja Evangélica Vs. Outras religiões

O Brasil é um país que sua população leva á sério a religião. É um ensinamento que vem do berço, isso não é segredo para ninguém, bom, ao menos, não deveria ser. É basicamente uma tradição passada dos mais velhos (pai, mãe, avô, avó, tio, tias, etc) para os mais novos – mesmo quando estes ainda são bebês – e assim sucessivamente. Não é à toa que o número de pessoas católicas supera as outras religiões, afinal a Igreja Católica Apostólica Romana chegou ao Brasil praticamente junto com os portugueses, mas as coisas podem mudar.

Principalmente em um lugar onde a diversidade cultural é latente, o que torna fácil compreender o porquê de outras doutrinas ganharem espaço e seguidores, seja ela: católica, evangélica, espírita, umbanda ou candomblé. O povo brasileiro possui opção de escolha sobre a religião que mais se identifica, possibilitando assim o crescimento das demais religiões. Embora a igreja católica ainda seja predominante nas famílias brasileiras fazendo uso das tradicionais procissões, missas, eucaristias e crismas, ela já encontrou uma forte concorrente.

Um exemplo claro disso é aumento notável do número de igrejas evangélicas no país, apenas no ano de 2013 foram registradas 4.400. As doutrinas gospeis são facilmente encontradas em qualquer cidade, seja em uma grande metrópole como São Paulo ou uma cidadezinha do interior com cinco mil habitantes. Mas todas possuem o mesmo objetivo: levar a palavra de Deus, o que diferencia uma dá outra é a maneira como esse objetivo é colocado em prática.

Beatriz Batisteli de Mello

Muitas utilizam EBD (Escola Bíblica Dominicana), cultos, show’s de cantores gospeis, a CIA (ensinamentos da bíblia para crianças, intermediários e adolescentes) e a utilização dos veículos de comunicação (Rádio/TV). Outra maneira de reforçar o conceito de espiritualidade e conectividade com Deus que as igrejas evangélicas querem repassar em seus títulos usando palavras que fazem referência a santidade, por exemplo, a Igreja Cristã Maranata, fundada em janeiro 1968, cujo significado da palavra Maranata é: nosso Senhor vem.

Diferentemente das demais religiões a igreja evangélica consegue se manter presente no dia a dia dos brasileiros através das músicas e dos programas televisivos e radiofônicos, ou seja, com mais visibilidade enquanto as outras permanecem no “anonimato”.

Crédito: Maristela Chicarelli Chaves